Maria Criatura


Ganhei nome de duas santas, da união de um terço de constelação com uma música de Chico. E o que eu sou? Desconfio de palavras definitivas, rótulos imperativos, pseudo eternidades. Talvez eu seja apenas um espírito livre buscando todos os dias algo maior que a liberdade.
Gosto do underground. Tenho ciúmes do recém clichê. Me aborreço constantemente com humanidade e seus mesquinhos feitos. Gosto de poder ouvir bossa nova seguido de rock'n roll. Sou esquisita. Tenho um sutil apreço ao dadaísmo, uma enorme paixão ao anarquismo. Gosto de política, de cerveja e amendoim. Não me considero masculina ou feminina, me considero humana e isso já está de bom tamanho. Meu humor é inconstante, meu cérebro é absurdamente agitado e preguiçoso (vai entender!). Gosto de cosmos, de galáxias, de animais e de gente. Amo culturas, viajar sem rumo por aí.Tenho coração noturno, vagabundo e confuso, mas ele é grande... e como me dói!