domingo, 16 de setembro de 2012

Vai! (só comigo)


Fica.
Fica antes do clarear, antes do escurecer eterno.
Fica antes do cigarro vagabundo apagar, antes do café esfriar.
Fica sem rima, sem métrica. 
Fica que eu colo seu coração. Fica para aliviar minha oração.
Fica antes que eu me jogue no próximo ônibus, assalte o próximo banco.
Fica e foda-se a opinião alheia, fica a vida inteira.
Se não, vá! Mas me leva junto, amor.