quarta-feira, 14 de março de 2012

Coração de boneca valente.

O dia passa quente,
a vida corre por vezes fria.
Minh'alma dói de tão ardente.

O coração reclama,
a noite já está caída.
Poesias a lua proclama
e Ismália está de partida.

Versos poéticos em olhos céticos,
embora tenha todos sonhos do mundo.
Não ligo para discursos dialéticos,
fico bem com meu jeito de nobre vagabundo.

Gosto de cores,
sofro demais por amores.
E para minha linda menina,
deixo aqui blues e flores.