quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Melhor que tarja preta.

Você não é uma simples pessoa, moça. Você é estranhamente diferente, e isso não é ruim. Geralmente me lembro das pessoas com um certo peso, uma certa ansiedade que você sabe bem que tenho. Mas você… eu me lembro de você com a mesma sensação de brisa fresquinha num dia de calor. Ou de café quente numa noite de frio. Ou abraço apertado em dias monótonos. Ou como qualquer outra coisa encantadora que passa por nossa vida. Aquela coisa que você deseja que permaneça até o fim, todos os dias. Aquela coisa tão boa que você quer que dure a vida toda e, por isso, quer viver por muito tempo. E você me tranquiliza, coisa que ninguém nunca conseguiu. Sou afobada, paranoica, desconfiada. Mas perto de você, sou uma garota melhor. Obrigada por me amar. Obrigada por simplesmente existir, moça.